Notícias

Voltar

22/02/2018

Fórum debate planejamento da aprendizagem para o biênio 2018/2019

Debater o planejamento estratégico para o biênio 2018/2019 do Fórum Baiano de Aprendizagem Profissional (Fobap) foi o objetivo do Workshop que reuniu, nesta segunda (19), cerca de 150 pessoas no auditório da Casa do Comércio em Salvador.

Na abertura do evento, a presidente do Fobap, auditora-fiscal do trabalho Marli Pereira, explicou que a ideia de transformar uma reunião técnica do fórum em workshop teve o propósito de reunir todos os atores que atuam na inserção dos jovens no mercado de trabalho, inclusive as empresas, instituições formadoras e os próprios jovens a fim de ampliar a representatividade nas discussões e ações em prol da Aprendizagem Profissional na Bahia.

"O Fobap tem como missão discutir, ampliar e melhorar a Aprendizagem em toda sua esfera. O objetivo dessa reunião é possibilitar que os integrantes do fórum tracem novos projetos a serem desenvolvidos, como foi feito em 2016, quando elaboramos o planejamento de 2016 e 2017”, explicou Marli.

A superintendente regional do Trabalho na Bahia, Gerta Schultz, ressaltou a importância do fórum como espaço de união e diálogo para buscar alternativas de inclusão de jovens no mercado de trabalho. "Não seria possível colocar em prática a Aprendizagem na Bahia sem o esforço conjunto de todos que aqui estão. Essa rede formada por órgãos federais, estaduais, municipais, instituições formadoras e empresas já contribuiu muito para o avanço da Aprendizagem no estado, mas ainda podemos fazer muito mais para ajudar o jovem a sair de uma situação que, muitas vezes, é de vulnerabilidade social", disse a superintendente. Gerta salientou ainda que, na Bahia, ainda há um potencial de 40% de vagas nas empresas a serem preenchidas por jovens.

Participaram da solenidade de abertura representantes de diversos órgãos que são membros do fórum: o procurador-chefe do Ministério Público do Trabalho, Luís Carneiro; a procuradora de Justiça Marly Barreto, representando o Ministério Público da Bahia; a juíza do Trabalho Gerúzia Martins de Amorim, representando o Tribunal Regional do Trabalho da 5ª Região; a defensora pública Gisele Aguiar Ribeiro Argolo, pela Defensoria Pública da Bahia; o presidente da Federação do Comércio da Bahia, Carlos de Souza Andrade, e o presidente do Sindicato da Indústria da Construção da Bahia (Sinduscon), Carlos Henrique de Oliveira Passos, pela Federação das Indústria da Bahia (Fieb).

Debates – No workshop, foram desenvolvidas dinâmicas para a construção do planejamento do Fobap para o biênio 2018/2019. As atividades foram realizadas em grupos formados pelos atores sociais envolvidos no processo da aprendizagem e conduzidas pela organização Pontos Diversos - Associação para a Promoção da Diversidade Sociocultural e Ambiental.

Os grupos fizeram o levantamento das melhorias necessárias para os processos de integração do jovem ao mercado de trabalho por meio da Aprendizagem. Os membros do fórum também debateram a necessidade de implementar novos projetos para a interiorização e o avanço da Aprendizagem Profissional no estado, como a definição de metas para inserção de aprendizes, atendimento a egressos do trabalho infantil na Aprendizagem, fiscalização das instituições formadoras e o intercâmbio sobre a Aprendizagem com outros países. Foi sugerida a realização de fóruns e de feiras de Aprendizagem em todo país e a reforma do manual da Aprendizagem com transcrição para a língua inglesa, entre outras propostas. A criação de um sistema de indicadores para acompanhamento, avaliação e controle dos projetos desenvolvidos no âmbito do Fobap também foi ponto discutido.

A presidente do Fobap apresentou a auditora-fiscal Taís Arruti, que integrará o projeto da Aprendizagem na Superintendência Regional do Trabalho da Bahia (SRT-BA). A nova integrante da equipe elogiou a iniciativa do workshop. "Esse evento promove um debate interessante em torno da Aprendizagem, ao reunir empresas, instituições formadoras e jovens que, juntos, estão em busca de alternativas para traçar o planejamento do fórum para os próximos anos”, salientou.

Sobre o Fobap - O Fobap foi criado em 2009 para atender à demanda do Ministério do Trabalho, que, empenhado na ampliação e divulgação da Aprendizagem Profissional, promoveu a criação de fóruns estaduais. Na Bahia, o fórum tem representantes de diversos órgãos do Poder Público e da Sociedade Civil, como a SRT-BA, o MPT - 5ª Região, o Ministério Público da Bahia, a Prefeitura de Salvador, o Governo do Estado, as entidades formadoras dos aprendizes, como os Serviços Nacionais de Aprendizagem e as entidades sem fins lucrativos, os conselhos de Direito e os representantes de empresas e empregados que se reúnem periodicamente para discutir a qualidade da formação profissional e a inclusão de adolescentes e jovens no mercado de trabalho.

Fonte: http://trabalho.gov.br/noticias/5507-forum-debate-planejamento-da-aprendizagem-para-o-bienio-2018-2019

Voltar

Realização

Implementação