Notícias

Voltar

20/04/2018

'Aprendiz Legal' ajuda jovens a entrar no mercado de trabalho

Quase 20% dos jovens brasileiros não estudam, nem trabalham. É a chamada "Geração Nem-Nem". De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), eles têm entre 14 e 24 anos. O Programa Aprendiz Legal da Fundação Roberto Marinho ajuda os jovens a entrar no mercado de trabalho. Por meio dele, empresas de grande porte contratam jovens.

A Lei da Aprendizagem (Lei 10.097/2000) surgiu como uma alternativa indispensável e necessária para que os jovens possam trabalhar com direitos garantidos, inclusive o de completar a educação básica.

Se o jovem abandonou a escola, por exemplo, ele precisa voltar para a escola para ser contratado pelas empresas. A lei propicia a garantia de que a população terá escolaridade e vai se inserir no mercado de trabalho. A juventude tem dificuldade de se inserir no mercado de trabalho quando não tem experiência.

A contribuição também acontece pelo ponto de vista das empresas. Além do aumento da escolaridade, a lei contribui para que a cultura da juventude seja levada para dentro das empresas, e isso só tende a enriquecer o ambiente de trabalho. Muitos aprendizes passam a ser contratados na mesma empresa.

fonte: http://bau/suporte/difrm/clipping/Lists/Postagens/Post.aspx?List=305108c3%2D89e5%2D4b9b%2Da8f2%2D1ebdbfcc3766&ID=2936&Web=d2c21954%2D02d6%2D441d%2D9951%2D8761c623ed85

Voltar

Realização

Implementação